B i o g r a f i a

Aos seis anos, estimulado pelos irmãos mais velhos que já tocavam sax e bateria nos saraus de colégios cariocas, começou a ter aulas de piano. Aos nove participou, como ator, do seriado Tamanho Familia, na Rede Manchete. Em 1989, aos 13 anos, foi o autor da trilha do espetáculo multimídia "8a TV", que misturava dança, video e artes plásticas. Aos 16 começou a estudar jazz com o pianista italiano radicado no Rio, Dario Galante.

 

Depois de concluir o ensino médio no Colégio Pedro II, foi aprovado nos vestibulares de medicina da UFRJ e UERJ, optando pela última e se formando médico em 1999.

 

O Dr. Pedro Milman contudo entendeu que tinha mais a acrescentar à humanidade enquanto músico, e abandonou o jaleco para estudar música na Berklee College of Music, em Boston, Estados Unidos, onde acabou conhecendo sua esposa, a cantora de jazz Alma Thomas, e se formou em Trilha para Cinema em 2004.



A produtiva rotina da faculdade que incluiram workshops com o pianista Michel Camilo, o violonista Oscar Castro Neves e o grupo vocal Take Six não bastaram e Pedro também aproveitou para mergulhar no mundo da música negra Gospel, e foi trabalhar como organista dos cultos da igreja pentecostal Mercy And Grace Ministries, na cidade de subúrbio Dorchester, todos os domingos.

 

 

De volta ao Brasil em 2004, começou a atuar como tecladista para diversos artistas como Lulu Santos, Lobão, Marina Lima, Pepeu Gomes, Baby do Brasil, Rita Benedito, Celso Fonseca e Paula Morelenbaum tendo se apresentado em palcos no mundo todo incluindo Billboard Live em Tóquio, Konzerthaus em Viena, New Morning em Paris, Casa da Música em Porto, Bimhuis em Amsterdan e Quasimodo em Berlim.

 

No teatro participou das montagens brasileiras de "Os Produtores" e "Hairspray" além dos originais de Claudio Botelho e Charles Moeller "Beatles Num Céu de Diamantes" e "O Sete", com música de Ed Motta, onde atuou como pianista e regente na estréia paulista. Também foi orquestrador das peças "O Soldadinho e a Bailarina" e "Olhe pra trás com Raiva" dirigidas por Gabriel Villela e Ulisses Cruz.

 

Na televisão foi o regente da banda do beneficente Criança Esperança 2010 e 2011, além de orquestrador e regente da trilha instrumental da novela Fina Estampa e autor do tema de abertura da séria Na Forma da Lei. Também fez arranjos e programação de cordas para a segunda edição do programa The Voice Brasil.

Mercy And Grace Ministries, Dorchester, MA.

Na música instrumental, além de participar do grupo do trombonista e maestro Vittor Santos e da banda do guitarrista Ricardo Silveira, também atuou ao lado de Mercelo Martins, Nico Assumpção, Idriss Boudrioua, Chico Chagas, Rafael Barata, Carlos Bala e Jurim Moreira.

 

Com sua esposa Alma Thomas, com quem hoje tem dois filhos, produziu três discos e participou de festivais em todo o Brasil, incluindo Poços de Caldas Jazz&Blues (MG), Petrópolis Jazz&Blues (RJ), Fest Bossa Jazz Pipa (RN), Baiacool Jazz Festivasl (PA) além de apresentações em no Mistura Fina (RJ) e Bourbon Street (SP). Atualmente os dois preparam um novo trabalho em duo que vai se chamar "Magnético".
 

Atualmente dedica-se à produção do catálogo-piloto da Sputnik Phonograms. Trata-se de um novo modelo de produção de conteúdo musical para áudio-visual, onde grava música original de diversos grupos e artistas da cena instrumental brasileira, como Márcio Bahia, Augusto Mattoso e Glauton Campello e disponibiliza os fonogramas para produtores de filmes, TV, games e publicidade.

 

Sócio-diretor da Musimagem Brasil (Associação Brasileira de Compositores de Música para Audiovisual)

 

Fundador da comunidade Pianistas no Rio.

Pedro Milman © 2014

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now